quinta-feira

Duas histórias

  Estou sumida daqui... eu sei... Na verdade hoje senti uma saudade dos meus textos, e uma vontade de escrever... Mas vim contar sobre os dois últimos livros (o que era pra ser feitos em posts separados).
   O último que li vai ser o primeiro da lista: A menina que não sabia ler veio como colírio pros meus olhos, até porque eu estava merecendo um livro menor após a temporada de livros grandes!     
   Em 220 páginas John Harding trás a história de dois irmãos que vivem em uma mansão sombria e esquecida pelo tio deles após a morte dos pais. Eles possuem apenas três criados para os cuidados da casa. A história misteriosa dá uma guinada quando uma tutora é contratada para educar Giles, o irmão mais novo da protagonista Florence, que, acredita que tal tutora na verdade é uma figura maligna que quer sequestrar seu irmão. Só posso dizer que Florence é muito criativa, e faz planos miraculosos para conseguir o que quer. É uma história muito gostosinha de ler, a vontade que tenho é voltar ao começo e lê-lo outra vez.

As várias versões  do livro

Marido com suas notas enquanto eu me delicio lendo

Meu preciosinho! 

   O segundo lindinho é A História de um Louco. O autor deste também se chama John, mas seu sobrenome é Katzenbach, que conta a história do meu amigo Francis que vai morar em um Hospital psiquiátrico, onde um assassinato é cometido. Anos depois após o hospital ser fechado, Francis começa a escrever sobre tudo o que viu e viveu naquele lugar, nos levando à uma história de suspense ao narrar os passos de investigação do crime. Apesar de ter amado o livro, sentindo até mesmo que traia Francis quando terminei e comecei a ler outro livro, suas 479 páginas me deixaram exausta, e tive a impressão que jamais chegaria ao final. Mas em outros momentos a história me consumia, e sentia vontade de entrar nela e ajudar Francis a vencer seus medos.
   Katzenbach porém possui uma sensibilidade enorme, e eu parava em diversos trechos do livro e ficava babando nas palavras dele, sobre o que ele dizia sobre ser louco, e sobre a loucura, muita coisas se assemelhava às discussões que tive durante meu curso de graduação. Então indico também aos graduandos em psicologia, Psicólogos e outros profissionais que buscam compreender a loucura longe dos esteriótipos, buscando potencializar o dito louco! 


   "Durante toda a minha vida, tudo o que quis era ser normal... Capacitado para as funções modestas do mundo lá fora, apreciar as coisas simples. Uma bela manhã. Um cumprimento de um amigo..."

   "Algumas vezes a loucura tem a ver com a fixação a uma única ideia."

   "Às vezes a linha democrática entre os sonhos e a realidade tornam-se borradas. É difícil saber exatamente qual é qual. Acho que é por isso que tenho que tomar tantos remédios, como se a realidade pudesse ser quimicamente estimulada."

E tantas outras que não cabem aqui!






   Meu próximo fofinho vai ser "Entre o agora e o nunca", que falei pra vocês aqui
  E pode deixar que contarei sobre ele sim! 

Beijinhos!

6 comentários:

  1. Quero ler A menina que não sabia ler sempre me falam bem dele e o outro nunca ouvi falar mas me interessei hehe

    bjos

    ResponderExcluir
  2. Thaís:
    Você já leu O Analista do John Katzenbach?
    Se ainda não leu, leia que é EXCELENTE.
    E eu vou atrás da A História de um Louco.
    Valeu pela dica.
    Bjs.:
    Sil
    http://meusdevaneiosescritos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não. Eu o vi em seu blog, e ele está em minha lista também! :)

      Excluir
  3. Eu quero ler o primeiro. Apesar de preferir as outras capas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É perfeito! As outras capas são meio sinistras...

      Excluir